A saudade da ditadura é óbvia num país que nunca puniu torturadores ou estabeleceu um limite civilizatório. Por Kiko Nogueira. 0

Temos agora um governo fraco e corrupto, fruto de um golpe vagabundo, uma mídia mono obsessiva que alimentou colunistas de extrema direita, uma economia que patina, a “ameaça lulista”–, e a soldadesca cheia de apetite para, mais uma vez, salvar a pátria. Senão eles mesmos, através de seu messias Jair Bolsonaro. Extraído do DCM.

Leia Mais
mais sobre politica
mais sobre internacional

Internacional

É preciso acabar com o saque da Terra. 0

A FAO espera, por exemplo, encontrar investimentos maciços até 2050, para tornar eficientes os sistemas de irrigação no Sul, aos quais se somam outros fundos para a proteção dos solos mais vulneráveis às inundações e às mudanças climáticas. Extraído do Adital.

Leia Mais
mais sobre internacional

Os moralistas do câmbio. 0

Não raro, os suspeitos de envolvimento direto e indireto nas manipulações sentenciam aconselhamentos peremptórios e moralistas a respeito da política econômica. Insistem na tese ridícula da eficiência dos mercados. Não se trata de informação privilegiada, mas sim, do privilégio de produzir a informação. Extraído do Adital.

Leia Mais
mais sobre economia

A intervenção militar é um filme trágico e repetido, por Roberto Amaral. 0

Recentemente o Poder Judiciário, com destaque para o Supremo Tribunal Federal, tem intentado exercer esse papel de custódia que a Constituição lhe nega, extrapolando os limites de sua estrita competência, e interferindo, para reduzi-los, os poderes tanto do Legislativo quanto do Executivo, ora legiferando, ora operando como se Executivo fôra. Extraído do GGN.

Leia Mais
mais sobre nacional

A psicóloga da “cura gay”, Patrícia Lélis, Feliciano e a quadrilha evangélica brasileira. Por Nathalí Macedo. 0

A psicóloga (?) que trouxe para o século XXI o medieval conceito de “cura gay” é Marisa Lobo, a mesma que assinou contra Patrícia Lélis – aquela que acusa o Pastor Marco Feliciano de estupro -, sem sequer consulta-la, um laudo atestando que ela seria mitomaníaca (risos), como forma de invalidar as acusações de Patrícia contra seu estuprador. Extraído do DCM.

Leia Mais
mais sobre midia

Bretas condena Cabral a 45 anos e o Alte. Othon a 43! 0

É impossível que o Alte. Othon tenha cometido crimes comparáveis, da mesma dimensão e com o mesmo dano do ladravaz Cabral. Impossível! Othon tem 78 anos. Bretas imagina trancafiá-lo até que tenha 121 anos, teoricamente. “Pai, perdoa-os! Porque eles não sabem o que fazem.” Sabem! Extraído do CAF.

Leia Mais
mais sobre direito