O presidencialismo de coalizão ainda respira…, por Fabio Kerche e João Feres Júnior. 0

O mergulho recente e rápido de nossa sociedade e sistema político nas trevas do conservadorismo deveria funcionar como pedagogia para parte da esquerda que defende estratégias puristas em detrimento de alternativas mais realistas, arrancando-a desse idealismo com parco contato com a conjuntura. Extraído do GGN.

Leia Mais
mais sobre politica
mais sobre internacional

Internacional

Ex-ministra alemã questiona politização da Justiça no Brasil. 0

“No Brasil, existem leis para combater a corrupção. Mas a transparência também é necessária para isso, além de uma imprensa independente, pluralista e controlada. Por fim, a Justiça precisa ser independente, precisa se posicionar contra qualquer suspeita de corrupção”, afirmou Däubler-Gmelin. Extraído do GGN.

Leia Mais
mais sobre internacional

Pecai e sereis perdoados, por Aldo Fornazieri. 0

No Brasil, os inimigos se sentam juntos para libar e comemorar na mesma mesa. Afinal de contas, somos uma democracia racial, somos um povo ordeiro e pacífico e Deus é brasileiro. É melhor estar nos palácios e nos gabinetes do que ter que lutar por aí. Extraído do GGN.

Leia Mais
mais sobre nacional

O que dizem os valentes artistas da Globo contra a corrupção sobre o envolvimento da TV no caso Fifa? Por Kiko Nogueira. 0

Não custa perguntar: essa turma de moralistas incansáveis vai fazer protesto no caso do envolvimento da Globo no escândalo da Fifa? Com o o pessoal do Projac deve saber, um delator do esquema, o empresário argentino Alejandro Burzaco, acusou a Globo de pagar propina em troca dos direitos de transmissão de torneios da Conmebol. Extraído do DCM.

Leia Mais
mais sobre midia

Jessé Souza anteviu a derrocada da Rede Globo, por Fábio de Oliveira Ribeiro. 0

(…) As acusações sacadas contra o clã Marinho não comprometem apenas a empresa deles. De fato, todos aqueles que se aliaram à Rede Globo para dar um golpe de estado se tornaram co-autores em potencial do mesmo crime que a empresa queria acobertar: MPF, Justiça Federal, Senado, Câmara dos Deputados e STF foram transformados em ramos públicos brasileiros de uma vasta organização criminosa internacional. Extraído do GGN.

Leia Mais
mais sobre direito