Uma Justiça feita de ternos importados, por Carlos Motta. 0

É incrível a ingenuidade dos brasileiros, mesmo da parcela da sociedade que se julga – e muitas vezes é – bem informada. Parece, para essas pessoas, que o Brasil vive um momento de esplendor democrático, que as suas instituições estão, como se diz, “funcionando normalmente”, com uma imprensa e meios de comunicação a serviço da sociedade, e onde o poder público faz o impossível para diminuir a desigualdade entre os cidadãos e tornar a sua vida cada vez melhor. Extraído do GGN.

Ler Artigo

O projeto “Lance Limpo” da Globo e os “idiotas da objetividade” no futebol, por Wilson Ferreira. 0

Se ainda estivesse entre nós, certamente o dramaturgo e cronista Nelson Rodrigues (1912-1980) os qualificaria como “os idiotas da objetividade” – expressão usada pelo cronista para designar aqueles comentaristas esportivos com “síndrome de vira-latas” (“narciso às avessas”) que só viam mérito no futebol da Europa Setentrional” dos atletas “alimentados como vacas holandesas”. Extraído do GGN.

Ler Artigo

Geddel foi às compras e derrubou ministro. 0

Com base no parecer do IPHAN da Bahia (governada por um petista), Geddel se sentiu no direito de pressionar o Ministro com telefonemas e pela ação de interpostas pessoas. Geddel vai às compras – é como ACM o chamava – pressionou o Ministro em pelo menos cinco telefonemas. Quando alguém da imprensa ligou para o Ministro , ele se assustou. Temia ser envolvido na maracutaia. E caiu fora. Extraído do Conversa Afiada.

Ler Artigo

O Rio oferece a Rafaela ao Brasil. 0

O Rio oferece a Rafaela ao Brasil. Extraído do Conversa Afiada e do Tijolaço.

Ler Artigo

Azenha: o caminho da Globo até a Mossack & Fonseca. 0

Se o juiz Moro se interessar, está aí a ligação entre a Operação Lava Jato — que pegou a Vaincre na Mossack & Fonseca — e o escândalo da FIFA, que pode dar a ele projeção internacional. Porém, Moro e o Ministério Público Federal terão de superar antes uma barreira criada pela própria Justiça brasileira. No ano passado, uma juíza do Rio de Janeiro, onde ficam as sedes da TV Globo e da CBF, bloqueou a cooperação internacional entre investigadores brasileiros e norte-americanos no caso FIFA. Extraído do Conversa Afiada.

Ler Artigo

João Roberto, cuidado. Blogs sujos vão dizer que você pagava R$ 0,001 por m² de área pública no “Minha Ilha, Minha Vida”. 0

Veja que não questiono a legalidade de sua ocupação, mas me preocupo que isso venha a ser chamado de imoral. Só falta mesmo dizer que o comprador foi Alex Meyerfreund, da Chocolates Garoto e ex-sócio de Donald Trump, e quererem saber se rolaram os tais US$ 20 milhões, mesmo. Essa gente, o senhor sabe, é terrível. Extraído do Tijolaço.

Ler Artigo

Ladrão da FIFA (Globo) só está solto aqui! 0

E o Governo Dilma, que acabou de lançar medidas importantes para atenuar a roubalheira generalizada no futebol brasileiro. O que faz o Governo Dilma? Nada! Por que amigo navegante? O Requião sabe: o Lula e o José Dirceu achavam que “tinham“ a Globo. O Brasil é o único país do circuito “Operação Condor” que anistiou a Lei de Anistia ao Coronel Ustra! E será o único membro da FIFA a deixar os larápios soltos – e fechando negócios com a Globo. Viva o Brasil! Extraído do Conversa Afiada.

Ler Artigo

Querem tomar o Brasileirinho da Globo. 0

O valor global da proposta do Esporte Interativo é R$ 600 milhões para a TV Fechada, como antecipara o blog do Perrone. O período seria por seis anos. E já houve negociações com um grupo composto por Grêmio, Internacional, Bahia, Santos, Fluminense, Coritiba e Atlético-PR. Flamengo e São Paulo também têm conversas com a emissora, embora de forma mais tímida. Extraído do Conversa Afiada.

Ler Artigo

Belluzzo explica a bolha chinesa no futebol. 1

As transações para os clubes europeus continuam ocorrendo. Mas a diferença de atratividade do salário chinês para o salário europeu é absurda. Nós não estamos mais – francamente, e faz algum tempo – na elite do futebol mundial. Basta ver os resultados e o desempenho da Seleção Brasileira. Houve uma mudança estrutural, e a gente precisa saber lidar com isso, identificar e trabalhar essas questões. Extraído do Conversa Afiada.

Ler Artigo

Fala, Marin, fala! 0

ZURIQUE/NOVA YORK (Reuters) – O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin se declarou inocente de acusações de suborno em um tribunal dos Estados Unidos nesta terça-feira, após ter sido extraditado da Suíça no caso de corrupção que abalou a Fifa. Um juiz determinou fiança de 15 milhões de dólares e prisão domiciliar com monitoramento eletrônico. Extraído do Conversa Afiada.

Ler Artigo