Precarização – face perversa do trabalho no mundo, por Maria José Trindade. 0

O capitalismo mundializou-se, estendendo-se a territórios do Leste Europeu e Ásia. Se nos primeiros estágios da revolução industrial, a fragmentação do trabalho foi a característica principal, no atual estágio, além da super-fragmentação, o trabalho sujeita-se à dispersão geográfica. É preciso buscá-lo pelo mundo afora e submeter-se às mais severas condições. Extraído do GGN.

Ler Artigo

O golpe a galope no STF. 0

As duas mais recentes decisões do STF sobre direito trabalhista deixaram muito claro que a Constituição não será empecilho para essa escalada. Extraído do Carta Maior.

Ler Artigo

De olho numa vaga no STF, Ives Gandra sabota a própria Justiça do Trabalho que preside. Por Raymundo Gomes. 0

Nesse contexto, a iniciativa de Ives – homem notoriamente ligado ao grupo ultraconservador católico Opus Dei – é gravíssima. Soa como dormir com o inimigo. Guardadas as devidas proporções, é como o presidente da República pedir a algum organismo internacional que promova um embargo econômico ao próprio país. Portanto, só pode ser entendida como uma insólita afronta à própria instituição que preside e a todos os trabalhadores do país. Extraído do DCM.

Ler Artigo

Um filme chamado Brasil. 0

A resistência ao golpe precisa demarcar o futuro, como fez o presidente islandês na bancarrota de 2009: ‘Somos uma democracia, não um sistema financeiro’. Extraído do Editorial Carta Maior, por Saul Leblon.

Ler Artigo

Contra o desmonte da Justiça do Trabalho e dos Direitos Trabalhistas. 0

Os direitos trabalhistas não representam apenas custo mas também obrigações essenciais para a preservação da vida e da própria sanidade das pessoas. Extraído do Carta Maior.

Ler Artigo

A flexibilização dos direitos trabalhistas: um discurso que não se sustenta. 0

A flexibilização acarreta a degradação da qualidade do emprego, o aumento do desemprego e a desaceleração de investimentos a nível macroeconômico. Extraído do Carta Maior.

Ler Artigo

Como FHC, PMDB quer revogar a CLT!​ 0

O que pretende o negociado sobre o legislado é eliminar a proteção do Estado no campo laboral, de modo a permitir que a lógica do salve-se quem puder impere. O que os defensores de propostas como essa não levam em consideração é que a flexibilização dos direitos trabalhistas não gera empregos. Extraído do Conversa Afiada.

Ler Artigo

A ‘crise’ e os golpes contra a classe trabalhadora. 0

O momento é de defesa incondicional da ordem constitucional, dos direitos sociais e trabalhistas, como forma de evitar retrocessos. Extraído do Carta Maior.

Ler Artigo

Campanha da Anamatra contra o PL 4330. 0

O Palheiro reproduz vídeo que combate a PL 4330.

Ler Artigo

Força Sindical comemora aprovação do PL 4330 junto com CNI e FIESP. 0

A segunda maior central sindical do país, a Força Sindical, comemora a aprovação do Projeto de Lei 4330 da terceirização. Não só comemora como se orgulha de ter sido peça chave na aprovação do Projeto na Câmara dos Deputados na última quarta-feira. O relator do Projeto foi Artur Maia, do partido criado pela mesma Força Sindical, o Solidariedade – todos os seus deputados votaram a favor do Projeto. Extraído do Esquerda Diário.

Ler Artigo