Na Argentina, Macri degola outro jornalista.

Na Argentina, Macri degola outro jornalista.
dezembro 04 09:15 2017 Imprimir este Artigo

Neolibelês recorre ao “método Gilmar”: usa a Justissa!

publicado 04/12/2017

Horacio.jpg

Verbitsky tentou evitar que o Página 12 fechasse

Sobre a perseguição do presidente neolibelês da Argentina Mauricio Macri à imprensa independente (leia “Página 12 denunciou o que há por trás da repatriação de capitais” e “como o coxinha Macri esmaga a oposição”), o Conversa Afiada recebeu novo comentário de amigo navegante argentino:

Da saga do ataque de Macri à liberdade de expressão, que surpreende a todos nós por sua virulência: depois de o principal jornalista televisivo crítico do governo, Víctor Hugo Morales, ter sido tirado do ar, ontem (3/XII) caiu o maior jornalista progressista da Argentina. O nosso Perseu Abramo. Chama-se Horacio Verbitsky, alma mater do Página 12.

Eu falei com companheiros do jornal. O que todos dizem é que Verbitsky saiu do jornal porque publicava notícias que comprometiam Macri. E Macri avisou ao dono do jornal que deveria demiti-lo, ou ele promoveria uma guerra jurídica – do tipo que você conhece muito bem (ler aba “Não me calarão”).

Essa guerra judicial fecharia o Página 12.

Horacio Verbitsky é o maior jornalista progressista da Argentina, reconhecido de forma unânime. Ele é o pai do novo jornalismo da Argentina, é um dos fundadores do Página 12, é o cara que realizou as principais reportagens do jornalismo investigativo argentino dos últimos trinta anos.

E ontem ele publicou na capa do jornal que iria embora.

Utilizou alguns argumentos “pour la galerie”, disse que teria que editar seus 22 livros publicados nos últimos trinta anos, fazer uma reedição dos livros…

É uma forma elegante de sair e poupar o jornal que ajudou a fundar… Ele é outra vítima…

E eu te dou minha opinião: mesmo sendo Víctor Hugo Morales um cara de grande popularidade, de massa, e Verbitsky sendo um jornalista de grande prestígio mas sem a populariadade de Víctor Hugo, o caso de Verbitsky é muito mais grave: Verbitsky é um jornalista de peso, essencial.

Agora, no Página 12, estão todos com medo! Vou te falar a verdade: com medo! Primeiro, não sabem se, depois desse ataque contra Verbitsky, o Macri daqui a um ano pode decidir por um ataque final contra o jornal. Segundo, eles agora sabem que, quando escrevem, estão sob a mira da “Polícia Política” dele, que atua através do mercado: não vão pôr dinheiro nele nem em sua empresa.

É simples assim, resumidamente.

Um amigo navegante

Em tempo: sobre a Justissa, recorrer ao trepidante ABC do C AfPHA

FONTE: https://www.conversaafiada.com.br/mundo/na-argentina-macri-degola-outro-jornalista