Parente doa a Petrobras desde 2000.

Parente doa a Petrobras desde 2000.
agosto 10 21:36 2017 Imprimir este Artigo

Começou com o Príncipe da Privataria.

publicado 10/08/2017

bessinha.jpg

O plano de Pedro Malan Parente para desmontar a Petrobras não nasceu com o Golpe dos canalhas, canalhas, canalhas.

Ele surgiu ainda sob a presidência do FHC Brasif, o hipócrita.

E, desde então, com o auxílio da Globo, usa-se a muleta da “luta contra a corrupção” para entregar a Petrobras a estrangeiros.

(Não deixe de ler “Vargas, 63 anos depois: a solução para o impasse brasileiro”)

Parente é um grande candidato a inaugurar o paredón do C Af.

O Conversa Afiada reproduz, de forma não-literal, os principais momentos da entrevista concedida por Fernando Siqueira, vice-presidente da Associação de Engenheiros da Petrobras, ao Programa Faixa Livre (ouça a íntegra da entrevista ao final deste post):

– Temer e Parente tentam desnacionalizar a Petrobras

– Parente era do Conselho de Administração da Petrobras de 99 a 2002 e em 2002 ele assumiu a presidência do Conselho

– à época, ele comandou um processo de desnacionalização da Petrobras, que consistia em:

* dividir a empresa em unidades de negócio
* transformar essas unidades em subsidiárias
* privatizar

– naquela época ainda não havia a perspectiva do pré-sal

– agora, Parente voltou para reimplantar o esquema de desnacionalização da Petrobras

– por meio de dois processos: esquema de desvalorização dos ativos (nenhuma empresa do mundo fez isso nessa dimensão)

– (para passar a impressão de que a Petrobras não tinha condições de explorar o pré-sal e vender ativos a preço de banana)

– Parente vendeu a malha de gasoduto do sudeste por R$ 5 bilhões para a empresa canadense Brookfield, que era a Brascan

– como Brascan, ela deu um tombo no governo nos 80, vendendo a Light e a Eletropaulo no último da concessão

– (elas viriam de graça para o governo, que pagou US$ 1,5 bilhão pelas duas)

– é uma empresa trambiqueira! E que vai dominar a malha de gasoduto do sudeste

– a região mais produtora

– a Petrobras será refém de um grupo inidôneo

– se não aceitar os preços, terá que parar a produção de gás (parando a produção do pré-sal)

– venda de Carcará por menos de US$ 1/barril, venda do Campo de Iara (25%) em torno de US$ 1/barril… sem concorrência, com a desvalorização dos ativos, Parente, sem transparência, entrega os bens da Petrobras

***

Sobre a venda da Gaspetro à Mitsui:

– o preço estimado pelo mercado era mais que o dobro do preço da venda

– Mitsui foi citada por Cerveró e outros como corruptora

– ela é uma empresa estrangeira, indiciada na Lava Jato e não só não foi impedida de trabalhar, como foi beneficiada com uma venda absurda!

– e não teve nem licitação

– empresas estrangeiras deitam e rolam no Brasil

***

– todos os poços dos campos do pré-sal têm produtividade maior que a esperada

– Parente é obra dessa quadrilha que se instalou em Brasília

***

Sobre a ideia de que, por haver corrupção na Petrobras, ela deveria ser entregue para empresas estrangeiras:

– as empresas estrangeiras são as mais corruptas e corruptoras. E estão corrompendo o país.

– por trás de tudo isso, há braço estrangeiro querendo desmoralizar a Petrobras justamente para entregá-la a empresas estrangeiras

– e é justamente isso que a Globo tenta implantar na cabeça dos brasileiros: usar o mantra da corrupção para vender a Petrobras!

– nos anos 1970, a Noruega era o segundo país mais pobre da Europa. Aí, descobriu o petróleo no Mar do Norte, criou a estatal de petróleo e se transformou no país mais desenvolvido do mundo

– melhor educação, melhor saúde, melhor renda per capita etc.

– isso quando um país administra as suas riquezas para o próprio povo

– Nigéria, Gabão, Angola entregaram seu petróleo para multinacionais e são hoje os países mais pobres do planeta

Ouça a íntegra da entrevista:

FONTE: https://www.conversaafiada.com.br/economia/parente-doa-a-petrobras-desde-2000